magnotico on-line entertainment

magnotico on-line entertainment
Este blog nunca se irá encontrar escrito ao abrigo do (des)Acordo Ortográfico de 1990!

quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

Poema XIV - A minha vida

Já não sei escrever poesia
Daquela que escrevia no dia-a-dia,
Aquela que me tocava
E a certa gente arrepiava.

Será que perdi o jeito,
Aquele que vivia no peito,
Que crescia durante a mágoa.
Terá ido com a água?

Onde está essa alegria
Que em certos tempos eu vivia?
Ter-se-à perdido na vida?
Estará mesmo perdida?

Poderá estar escondida
De tal forma que não a encontro.
Porque será que a vida
Chegou a este ponto?

Quem poderá responder
Se ninguém realmente me conhece,
Se nem eu me consigo conhecer
Nesta sina que tanto estremece!

Bruno Torrão
99/06/12




Quando a musa se nos interrompe, e vemos todos os nossos sonhos quase que a esvair, é o medo que persiste. Ou só existe... sem persistir!
Ainda hoje tenho um medo temível de perder a inspiração...

1 comentário:

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Que posso eu dizer se os meus olhos não falam!
Transmitem emoções, a essa beleza inconfundível
Que as palavras me transmitem
Aqui estou eu para te dar o meu gesto de carinho
Soberbo...

Conceição Bernardino